Shop More Submit  Join Login
×

:iconmari-youko-sama: More from Mari-Youko-Sama


More from deviantART



Details

Submitted on
June 26, 2011
File Size
4.2 KB
Link
Thumb

Stats

Views
434
Favourites
9 (who?)
Comments
12
×


         "Trombetas soam, cantam para os vitoriosos! Aqueles que tão simples e honestos se mantém podem juntar-se ao grande festejo. Sendo eu uma guerreira mesmo que me mostre o que não sou, jamais menti para Ele. Colocar-me-ei frente à mesa farta na companhia de antigos e honrados Combatentes, mesmo que não me agrade à cerveja, o sabor da vitória é suficiente para acalentar minha alma."




Passado que não se cala...


Creio que qualquer um tem fantasmas do passado que assombram, mas o passado é algo importante, sem o qual não há como construir um caráter digno.

Lembrando aos poucos de minha infância recordo-me de poucas coisas realmente  palpáveis, a maioria são apenas odores, sensações, vozes, que aos poucos tomam alguma forma distinta.

Sendo filha caçula, chamo-me por Hugginne Magni II, Filha de Lorde Uller, da Guarda de Prontera, com Seelter minha digníssima mãe, meu irmão chamava-se por Magni Uller II, e era um Cavaleiro da Guarda de Prontera juntamente com meu Pai.

Éramos uma família que vivia muito bem,  logo ao primeiro raiar do dia, eu e minha mãe arrumávamos a refeição dos homens da casa, e igualmente cedo, ambos estavam dispostos e bem preparados para seus serviços. Os vi saindo de casa sempre do mesmo jeito, todas as manhãs, que não sei discernir o tempo de cada memória.

Cultuávamos todos os dias nosso patrono, e toda semana me recordo de matarmos um bode em festejo aos assuntos resolvidos na semana, o cheiro da carne e cerveja impregnava o ar, mas naquela época isso não me incomodava.

Curiosamente naqueles tempos, eu era uma pessoa de saúde muito débil, não podendo correr ou me chafurdar na lama como as crianças de minha idade faziam. No entanto, todo o tempo extra em casa, me rendeu um profundo conhecimento do idioma, da história, e dos vastos contos que permeavam nosso patrono. Por horas afinco enquanto minha mãe minuciosamente bordava uma colcha, ela me contava sobre terras distantes, e povos estranhos, cujo qual, naquela época, minha fértil imaginação criava próprias versões, daquilo que me era contado.

Mas... Como nem tudo em nossa curta passagem por essas terras é apenas felicidade, a moeda se vira,  e mostra um lado tenebroso...

Aquela manhã era diferente, quando me levantei, todos já estavam acordados e muitas palavras já haviam sido trocadas, Magni meu irmão, não se mostrava feliz, mas ao notar minha presença, abriu um largo sorriso, e passou a mão gentilmente por meus cabelos desarrumados, montando em seu Peco e seguindo, até sumir na neblina matinal. Minha mãe entrava em casa em solavanco, e meu pai olhava para a direção por onde meu irmão seguiu, sem saber se sorria ou se ficava sério.
Se eu soubesse o que estava por vir, teria o abraçado e impedido de seguir naquele dia, mas eu era tão pequena e insignificante, que nem ao menos tomei conhecimento daquelas palavras... E ate hoje, não sei o que realmente foi dito naquele dia.

Meu irmão morreu em uma árdua batalha cumprindo uma missão, que me escapa o motivo agora... Foi o estopim, meu pai começou a não ir trabalhar, e todas as noites chegava com um ar pesado, minha mãe o ignorava, e nada mais do que antes era feito, agora era sequer citado.

Então em outra manhã, novamente ao me levantar, encontrava meus pais em uma mesma situação, onde tudo já havia sido dito, e eu novamente não tinha tomado conhecimento. Minha mãe se aproximou de mim, beijou minha testa, deixou em minhas mãos um antigo rosário e me desejou sorte, e seguiu puxando uma mala... Meu pai apenas passou por mim, sem sequer me olhar e entrou em casa...

Nunca mais vi, ou ouvir falar de minha mãe... E meu pai, passou os dias seguindo de casa à taberna, da taberna a casa. E eu fui me tornando cada vez mais insignificante naquela casa... Sentindo como se não tivesse importância nenhuma, ou pior como se eu sequer existisse naquele local.

Foram dias e noites longas... Perdida em memórias, chorando lágrimas e buscando algo para me apegar... Até que os dias nublados revelaram um pouco de luz do Sol...
:star:Oulá pessoas, Estou compondo um personagem novo, para uma campanha de Ragnarok em RPG de Mesa.

:star:Então decidi postar a crônica aqui no DA, pois existem muitos Fãs de Ragnarok.

:star:Com certeza vai ser longo e subdividido em muitas partes, então paciência!

:bulletgreen::star::bulletgreen::star::bulletgreen: Parte 2 :bulletgreen::star::bulletgreen::star::bulletgreen::star::bulletgreen: Parte 3 :bulletgreen::star::bulletgreen::star::bulletgreen:

:bulletgreen::star::bulletgreen::bulletgreen::star::bulletgreen::bulletgreen::star::bulletgreen:

--

:bulletgreen:Hugginne - Huginn - "pensamento" é um dos corvos que viaja por midgart reunindo informações para Odin.
:bulletgreen:Uller - "Glória" um dos filhos de Thor com a Deus Sif.
:bulletgreen:Magni - "Força" um dos filhos de Thor com a Giganta Jarnsaxa.
:bulletgreen:Lorde - Refere-se a classe Trans de Cavaleiro no Jogo Ragnarok.
:bulletgreen:Prontera - Capital de Rune Midgart no Jogo Ragnarok.
:bulletgreen:Peco - Peco Peco - Ave de montaria, com bico colorido, usada por Cavaleiros e Lordes

--

:icondonotuseplz::iconmyartplz:

Crônica e personagem por Mariana Petróvana.
Ragnarok (c) GRAVITY, Lee Miung Jin, Level Up Games
Add a Comment:
 
:iconsakuragichan:
Sakuragichan Featured By Owner Jun 27, 2011  Hobbyist General Artist
Que começo de vida triste '-'
Muito bom, Mari^^
Eu não tenho o costume de ler fanfics mas está realmente muito bom '-'
Deve ser momentos empolgantes de interpretação^^
Reply
:iconmari-youko-sama:
Mari-Youko-Sama Featured By Owner Jun 27, 2011  Professional Traditional Artist
Muito obrigada! Eu gosto de escrever, mas raramente mostro o que escrevo o_ô

Nesse caso, como precisou ser uma crônica mais elaborada, então tive que compor desde a infância ate a atualidade da personagem que é um(a) Paladin(a) respeitada e de "Status".

No mais, fico muito lisonjeada de você acompanhar esta crônica, você vai notar que faz parte do meu jeito de escrever demostrar aspectos do Jogo de forma mais natural, assim pessoas que não jogam tem como entender!

Super obrigada pelo Comentário!

Em breve tem mais! ^^
Reply
:iconpit-pitsa:
pit-pitsa Featured By Owner Jun 26, 2011  Hobbyist Artist
vou te colocar numa centrifuga =D
Reply
:iconmari-youko-sama:
Mari-Youko-Sama Featured By Owner Jun 26, 2011  Professional Traditional Artist
Noooooooooooooooooooooooooo! ;o;~ Vai me espremer como se eu fosse uma laranja! Dx

Meu suco será vermelho :x
Reply
:iconpit-pitsa:
pit-pitsa Featured By Owner Jun 27, 2011  Hobbyist Artist
:3
ngm manda ser talentosa! xDDD
Reply
:iconmari-youko-sama:
Mari-Youko-Sama Featured By Owner Jun 27, 2011  Professional Traditional Artist
Hohohoho! meu suco vai te dar disenteria ò_Ô/
Reply
:iconpit-pitsa:
pit-pitsa Featured By Owner Jun 27, 2011  Hobbyist Artist
mas me deixara fodastico *-*
Reply
:iconmari-youko-sama:
Mari-Youko-Sama Featured By Owner Jun 27, 2011  Professional Traditional Artist
enquanto estiver no banheiro, terás inspiração para os textos/ilustrações \õ\

o negocio é sair vivo do banheiro para usar as idéias!

Hohohohohoho! :horny:
Reply
:iconpit-pitsa:
pit-pitsa Featured By Owner Jun 28, 2011  Hobbyist Artist
XDDDD
Reply
:iconmari-youko-sama:
Mari-Youko-Sama Featured By Owner Jun 28, 2011  Professional Traditional Artist
:boogie:
Reply
Add a Comment: